27 novembro 2011


E agora chegou a hora. O relógio dentro de mim não faz apenas tiquetaque. O despertador tocou. Grita que chegou a hora, que não consegue esperar mais. Há uma força dentro de mim que chama por ti, que chama pela tua contribuição. Estou imóvel e todas as balas que mandas em direção ao meu coração fazem ricochete e explica-me como é que eu consigo continuar a evitar todas as palavras ofensivas com que me atacas e continuar a amar-te desta triste mas doce maneira? Porque é que gritas alto no meu coração? Porque é que bates forte cá dentro? O sofrimento é inevitável quando o amor é uma certeza mas se eu pudesse agarrar as minhas lágrimas e mostrar-te o quão puras elas são, irias perceber que não, eu não estou bem.

1 comentário:

Sam disse...

estás tão certa!