06 março 2012

Fazia parte do pesadelo, mãe?


Tinha saudades tuas, saudades de não ter de te resistir, saudades de me sentir tua e de te sentir meu. Já disse que te amo, meu estúpido? Tinha saudades de o dizer, saudades de o demonstrar. Fazes-me feliz, já te disse isso imensas vezes, não quero que te esqueças disso paixão. E olha, não te quero perder, nunca mais. Para sempre, está bem? Para todo o sempre como nos contos de fadas. Eu amo-te!