01 julho 2013

Em relação ao ultimo post,

Já imaginaram a quantidade de coisas que vocês mudavam se tivessem conhecimento do vosso futuro? Não seria futuro se não fosse inesperado, não seria a mesma coisa se tivéssemos uma maneira de mudar tudo o que um dia nos poderia magoar. Se consideramos o passado e os desgostos como uma aprendizagem conseguiríamos aprender sem eles? Acho que modificar o futuro não é solução mas vontade de ler aquele livro não me ia faltar. 

10 comentários:

Sentimentos Incontrolados disse...

Sim. O que eu mais quero é saber como vai ser o meu futuro.
Porque não? Aqui dizes que vontade não te ia faltar...

Inês Rodrigues disse...

Curiosidade é o que menos falta em todo o meu ser.
Sou da mesma opinião que tu, o passado é feito de decisões, alias a vida é repleta delas, mas com o passar do tempo, podemos verificar que tudo não passa de uma aprendizagem que nos prepara para os momentos que nos seguem.

sophia disse...

vou indo princesinha e tu? gostei imenso deste texto, dá para pensar e isso agrada-me

sophia disse...

eu tento doce mas sinto que ao mesmo tempo, eu própria é que condiciono essa felicidade. sei que não faz muito sentido mas eu própria não faço. que bom que estás princesinha, fico feliz e está maravilhoso como todos os outros textos

Aurora disse...

Já fiz o convite, amor

Sentimentos Incontrolados disse...

Se estava escrito assim, então acho que por muito que tentassemos não conseguiriamos alterar nada.

F. disse...

acho que o futuro deve ser isso mesmo, o desconhecido, a surpresa :)

sophia disse...

oh que doce, obrigada por me tentares ajudar sempre, és tão amorosa! um dia eu hei-de conseguir, eu sei

disse...

"Não seria futuro se não fosse inesperado" tens tanta verdade em tão poucas palavras princesinha. e eu acho mesmo que todas as vezes que tropeçamos é para nos ensinar como levantar, acho mesmo que é uma aprendizagem e que quando chegarmos mais longe, vamos saber olhar para trás com os olhos cheios de sabedoria. beijinhos

sophia disse...

não escrevo nada de especial princesinha e eu sei que sim, és tão amorosa