09 agosto 2013

A falta


Ouves? O meu coração parece que chama por ti sem eu querer. Mas os meus braços abraçam-me como quem diz, não faças barulho. Os meus dedos passam pelo meu cabelo e lembro-me de quando te fazia o mesmo e de como tu adoravas que eu te acariciasse. Abro a janela. Natureza, tu, eu, nós. Um sorriso por entre olhares, entre beijos, entre qualquer coisa sabia bem. Como aqueles que estão na rua fazem, como fazíamos os dois. Grita! Chama por mim. Nem que seja baixinho. Sorrateiramente o horizonte que tínhamos construído desfaz-se em peças de puzzle. Eu não gosto de ver. Três quartos para ti, um para mim. Não é justo. Explica-me agora, porque é que fui contigo? 

10 comentários:

han disse...

que o caminho que no passado seguiste, não termine onde a companhia terminou. um belo texto.

nicolemorais disse...

Então, meu amor?

inês disse...

muita obrigada querida, por seres tão boa seguidora e por me dizeres os sentimentos que os meus textos te provocam. Em relação a música, o nome é the birds 2º part (https://www.youtube.com/watch?v=R-ztg5zYkGc).
em relação ao teu texto, está qualquer coisa de fenomenal, a música, a imagem, as palavras que escreveste ao demonstrar cada sentimento teu, é mais que deslumbrante, continua a escrever assim minha querida e vais ver que ele vais chamar por ti, no momento certo isso vai acontecer.
um beijo com amor inês.

teixa pinto disse...

Juro que escreves mesmo bem!

Rosinha disse...

Será que conheço? Espero que sim. É bom conhecer com o coração.

Tu foste porque gostavas (e gostas). Não há mal nisso, princesa. Mas agora, agora há que desistir. Desistir dele para te focares em ti. Pensa nisso.

Cláudia Ribeiro disse...

lindamente princess, mas ainda há muito por vir (:
e as tuas?

-telmasofia disse...

Passa pelo meu cantinho e participa no giveaway^^
xoxo, Chance to change

Giveaway with La Redoute!

Sentimentos Incontrolados disse...

É bom saber que ainda tens abraços desses guardados para mim :)

O amor, ou lá o que seja, é tão fodido. E burro em quem não vê o verdadeiro à sua frente e foge -.-

Márcia Cruz disse...

Obrigada por me dares a conhecer o teu blog. Estou admirada. A tua forma de escrita é profunda... bastante.

han disse...

optaste por um caminho junto a alguém, contudo, mesmo que esse alguém deixe de te acompanhar, é possivel que o caminho ainda dê a lugares bonitos.