01 dezembro 2014

Curtia de conseguir escrever sobre outras cenas. A tipica espera indeterminada dos intervalos dos nossos queridos canais portugueses, e enche-los de metáforas. Chata a demora mas nem a relembras no final do programa. Desabafar sobre amigas, rotinas quotidianas. Novidades. Ser ou não ser. Mas não sou. Esse tipo de pessoa.

1 comentário:

nês disse...

Como te compreendo de alma cheia e mãos vazias...