29 agosto 2013

Os teus desejos são ordens

Não leves tudo à letra. O meu corpo pede-me sexo, a minha cabeça pede-me sexo para escapar às tuas memórias e ao teu cheiro, acreditas que ainda o sinto? As tuas mãos dormem comigo, acompanham-me os sonhos e eu deixo-me ir nelas, como sempre quiseste.